Pesquisar

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Eu vi um vulto no escuro.
Será viagem?
Um dito?
Um ente desalmado?.
Minha cabeça está criando demônios. Meu corpo se desfazendo em pecado, e não adianta soprar.
Os ruídos, a podridão, o feto, o medo... Tudo sujeira que eu fiz...
Me viro, e o infortúnio se apaga com a luz.
Os deuses querem me deixar insólita.
Eles hão de forrar a lama para o meu corpo se deleitar.

Anna Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário